Gestor português distinguido no Brasil Notícia

José Manuel Dias da Fonseca (na foto), ‘chief executive officer’ (CEO) Global do Grupo MDS, foi distinguido como «Personalidade do Ano» pela Câmara Portuguesa de Comércio em São Paulo, no Brasil. A distinção reconhece o seu papel e o da MDS na promoção de negócios e relações entre Portugal e Brasil, as quais têm vindo a crescer nos últimos anos e onde o gestor e a empresa têm desempenhado um papel relevante. A Câmara Portuguesa de Comércio em São Paulo é uma associação civil sem fins lucrativos centenária, fundada em 23 de novembro de 1912. Com mais de 450 associados de ambos os lados do Atlântico, tem como objetivo principal a promoção das relações bilaterais entre Brasil e Portugal. José Manuel Dias da Fonseca será homenageado na gala anual da instituição, o maior evento da comunidade empresarial luso-brasileira, que se realiza no próximo dia 22 de novembro na cidade de São Paulo. José Manuel Dias da Fonseca mantém uma atividade profissional e empresarial no Brasil há mais de 20 anos, primeiro através da AICEP, no final da década de 1990, e posteriormente a partir de 2000, através da MDS. Fruto do trabalho desenvolvido sob a sua égide, no Brasil a MDS é responsável por prémios de 440 milhões de euros e emprega mais de 600 colaboradores, estando entre os cinco maiores ‘brokers’ de seguros no país. A nível global a MDS é hoje uma multinacional com presença em mais de 120 países, tendo posição de destaque no mercado de consultoria de riscos e seguros em Portugal e sendo referência do sector nos países de língua portuguesa. José Manuel Dias da Fonseca lidera o grupo MDS há quase três décadas, tendo sido sob a sua liderança e visão que o grupo entrou no mercado brasileiro em 2000, através de um acordo comercial com o Grupo Suzano, o qual culminou, dois anos depois, no nascimento da Lazam|MDS, ‘joint-venture’ no Brasil com o Grupo Suzano. Em 2009 a relação entre os dois grupos foi aprofundada e a empresa brasileira assumiu a designação de MDS Brasil, reforçando a ambição de ocupar uma posição de destaque no mercado brasileiro. José Manuel Dias da Fonseca assinala: «A MDS tem uma matriz transatlântica, afirmando-se como um ‘broker’ lusófono com posições de liderança em Portugal, no Brasil e em África, resultado do trabalho desenvolvido, mas também na consultoria e acompanhamento de clientes que contribuem para o desenvolvimento do comércio bilateral. Apesar de ser um reconhecimento pessoal, este prémio distingue o trabalho desenvolvido por toda a equipa do Grupo MDS, bem como a confiança dos nossos acionistas, que nos têm permitido continua a investir e a crescer, nomeadamente no Brasil que é para nós um mercado estratégico. É uma honra suceder, entre aspas, após vários anos, ao engenheiro Belmiro de Azevedo, um grande exemplo e impulsionador desta relação com o Brasil.» O Grupo MDS tem vindo a expandir a sua presença no Brasil, tendo no último ano realizado a aquisição da Tovese, a maior corretora de seguros agrícolas do Rio Grande do Sul, potenciando a presença da MDS no dinâmico setor agrícola brasileiro e da corretora de seguros brasileira QH Consult, líder no sector da Educação no Brasil. Esta estratégia de crescimento já tinha conduzido à aquisição de posições de posições de controlo na Process, empresa brasileira especializada em seguros de bens e acidentes (P&C) e em garantias, bem como da Ben’s e da 838 Soluções, consultoras de seguros brasileiras especialistas em benefícios flexíveis.

22.11.21

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

pub3