Colaboradores a trabalharem de onde quiserem Notícia

A Coverflex, solução de compensação flexível que permite às empresas reduzir os custos e maximizar o potencial de rendimento dos seus colaboradores, decidiu oferecer um orçamento anual de 1.000 euros a cada colaborador para poderem investir em trabalho remoto de onde quiserem. A medida, que se estende a todos os elementos da equipa, permite aos colaboradores da empresa 100% remota alternarem o trabalho em casa com espaços de ‘co-work’, ‘co-renting’ ou até trabalharem com vista para o mar, por exemplo. João Franqueira (na foto), ‘head of people’ da Coverflex, partilha: «Conscientes de que alguns dos nossos colaboradores estão abertos a experimentar outros modelos de trabalho como ‘co-working’, ‘co-renting’ de um escritório, trabalho a partir da praia, etc, vamos fazer uma experiência. Além dos 500 euros de orçamento de boas-vindas, lançamos um ‘budget’ de 1.000 euros que pode ser usado pelos coverflexers que queiram trabalhar em qualquer das modalidades mencionadas.» O orçamento de 1.000 euros anuais, que pode ser usado em despesas relacionadas com trabalho como ‘co-working’, aluguer de escritório ou outro espaço, ou Internet móvel, acresce ao já mencionado ‘budget’ de 500 euros oferecido a cada colaborador da Coverflex no momento em que começa a trabalhar na empresa. «Trata-se de uma experiência. Estamos a usá-la no contexto pandémico que vivemos e vai também funcionar como teste para avaliarmos a produtização deste benefício», acrescenta João Franqueira. Na semana passada, a Coverflex integrou a lista «Wired’s 100 Hottest Startups» da Europa em 2021, sendo uma das ‘startups’ que mais chama a atenção no continente europeu, segundo a edição britânica da revista norte-americana (ver aqui). Atualmente, a equipa da Coverflex conta com meia centena de pessoas a trabalhar a partir de Portugal, Espanha, Holanda e Brasil, em regime 100% remoto. A empresa foi fundada em 2019 por Luís Rocha (ex-TUI Musement), Miguel Santo Amaro (ex-Uniplaces), Nuno Pinto (ex-Kide) e Rui Carvalho (ex-Unbabel), assentando numa solução de compensação flexível que permite às organizações reduzir custos e maximizar o potencial de rendimentos dos seus colaboradores: podem agregar a gestão da compensação para além do salário: benefícios, seguros, subsídio de refeição e descontos exclusivos; já os colaboradores podem desbloquear todo o seu potencial de rendimentos, personalizar o seu ‘pack’ de compensação, fazendo escolhas sobre como gastar o seu orçamento naquilo que melhor lhes convém, utilizando o seu cartão pessoal VISA e a aplicação. A Coverflex é uma ‘startup’ apoiada pelo fundo pan-europeu Breega e pelo fundo 200M, tendo levantado, em abril de 2021, a maior ronda ‘pre-seed’ de sempre em Portugal e uma das maiores da Europa, no valor de cinco milhões de euros.

 

20.08.21

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

pub3