Opensoft aposta nos PALOP Notícia

A Opensoft, empresa portuguesa especializada no desenvolvimento de soluções tecnológicas, vai apostar na internacionalização ainda em 2020, aplicando a sua experiência em projetos de digitalização de serviços, com especial enfoque nos países africanos de língua oficial portuguesa (PALOP). Para tal, pretende reforçar a rede de parceiros e aumentar o número de colaboradores, privilegiando a formação e a partilha de conhecimento entre as equipas.
José Vilarinho (na foto), ‘chief executive officer’ (CEO) da Opensoft, assinala: «Ainda que os efeitos provocados pela Covid19 tenham impacto nos objetivos traçados no início de 2020, a Opensoft tem concretizado negócios internacionais. O nosso plano de continuidade do negócio tem permitido manter a produtividade das equipas, os prazos de entrega acordados e o acompanhamento dos projetos por parte dos clientes, mesmo à distância.»
Ainda este ano, a empresa vai também apostar num novo posicionamento no mercado, diversificando a oferta e reforçando projetos de digitalização de serviços, integração de sistemas e mobilidade, áreas em que acumula elevada experiência, sobretudo nos setores da administração pública e financeiro.
«A par destas competências, vamos passar a oferecer novos serviços de ‘big data’, machine learning’ e segurança da informação», refere ainda o responsável, acrescentando: «Com o aumento do teletrabalho, as organizações precisam de apostar na segurança da informação para manter os seus sistemas livres de acessos indesejados.»
Outro dos objetivos para este ano é a obtenção da certificação ISO 27001, que comprova a existência das melhores práticas de segurança da informação na Opensoft.
«Com este novo posicionamento, pretendemos ser um parceiro tecnológico confiável para acelerar os projetos de transformação digital das organizações nacionais e internacionais», conclui o CEO da tecnológica.
21.05.20

pub3