Presidente inicia segundo mandato Notícia

Filipe Nyusi (na imagem) tomou posse como presidente de Moçambique, para um segundo mandato, de cinco anos. Foi na passada quarta-feira, em Maputo, a capital do país, numa cerimónia que contou com a presença de vários chefes de estado, nomeadamente os de Angola, João Lourenço, de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, e de Cabo Verde, Jorge Carlos Fonseca.
O presidente foi reeleito com 73 por cento dos votos, tendo no seu discurso assinalado que o novo ciclo deverá privilegiar «o estabelecimento de uma paz efectiva e duradoura», algo que considera «uma prioridade absoluta». O combate à corrupção será outro ponto fulcral nas preocupações do chefe de estado, que exige «nessa batalha» aos agentes públicos «integridade, ética e deontologia profissional».
Realce ainda para a importância atribuída à cooperação no quadro da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), a par de outros espaços, como o da organização dos Estados de África, Caraíbas e Pacífico (ACP), o da Organização da Conferência Islâmica, o da Organização Internacional da Francofonia e o dos Países da Orla do Índico para a Cooperação Regional e Cooperação Sul-Sul.
 16.01.20

 

pub3