El Corte Inglés empregador inclusivo Notícia

Depois de em 2017, na primeira edição, ter ganho o selo «Marca Entidade Empregadora Inclusiva», e de ter sido a único empresa privada a recebê-lo, o El Corte Inglés viu agora renovada a distinção.
A iniciativa, lançada pelo Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP), destina-se a promover o reconhecimento e a distinção pública de entidades empregadoras que mereçam destaque nas acções desenvolvidas relativamente às pessoas com deficiência e incapacidade.
No domínio da responsabilidade social e da igualdade de oportunidades, durante os últimos dois anos a empresa esteve envolvida em mais de 70 projectos na comunidade, visando de algum modo o desenvolvimento da inclusão activa de pessoas com deficiência e incapacidade. Estes projectos de parceria culminaram na contratação efectiva de 27 destas pessoas.
Ao mesmo tempo, várias pessoas com deficiência e incapacidade têm beneficiado de estágios profissionais, estágios curriculares ou de formação prática em contexto laboral na empresa.
Ao nível das actividades ocupacionais, o El Corte Inglés estabeleceu nos últimos dois anos seis protocolos com organizações parceiras cujos utentes realizaram actividades socialmente úteis na empresa.
Actualmente, dos mais de 3.000 trabalhadores que a empresa mantém em Portugal, cerca de 60 possuem algum grau de deficiência ou incapacidade.
Susana Silva, directora de pessoas na instituição, refere: «Desde a implantação das nossas lojas em Portugal, temos vindo a contribuir para a criação de um mercado de trabalho inclusivo que integre.» Por outro lado, a empresa tem integrado pessoas com deficiência e incapacidade, valorizando-as e mobilizando o seu contributo como profissionais. «A integração de pessoas com deficiência e incapacidade nas nossas áreas e equipas de trabalho, e a oportunidade de vivências em ambiente inclusivo, tem levado ao desenvolvimento das competências pessoais e profissionais dos nossos colaboradores, tanto daqueles que têm alguma incapacidade como dos que com eles convivem», complementa a responsável.
Para além das práticas de recrutamento, selecção e contratação, os projectos da empresa passam ainda pela dinamização de sessões para os beneficiários das instituições e, do mesmo modo, em outros casos, são as instituições que dinamizam sessões tendo em vista a capacitação dos colaboradores do El Corte Inglés na sua preparação para acolher a pessoa com deficiência.
A integração de pessoas com deficiência ou incapacidades pressupõe ainda a implementação de acções de ajustamento das condições de trabalho, como seja a adaptação dos meios e equipamentos, a alteração de equipas de trabalho ou das suas tarefas, ou mesmo a reorganização dos processos de trabalho.
Susana Silva considera que «a empresa tem apostado no compromisso para desenvolver acções que garantam a equidade e a solidariedade, a promoção do direito, mas também o dever de todos participarmos e contribuirmos para um desenvolvimento sustentável».
24.10.19

pub3