Executivos brasileiros pecam na execução Notícia

Um estudo da DNA Outplacement comparou a actuação de 1.576 executivos na América do Sul e mostrou que para 62% a principal falha dos líderes no Brasil é a falta de execução, devido à maior dedicação a relacionamentos interpessoais.
Murilo Arruda, ‘chief executive officer’ (CEO) da DNA Outplacement assinalou: «Os nossos líderes gastam mais tempo em contacto com as pessoas e buscando a sua confiança do que pensando em processos. Isso não é necessariamente um problema; porém, o desequilíbrio da energia gasta em cada função afecta todos os processos da empresa.»
Mais informações sobre o estudo aqui.
17.06.19
https://www.abrhbrasil.org.br/cms/materias/executivos-brasileiros-sao-bons-de-relacionamento-mas-pecam-na-execucao

pub3