Uma marca para a solidariedade Notícia

Acaba de nascer a MOZ, após o regresso de Francisca, 23 anos, da sua viagem de voluntariado a Moçambique. A MOZ é uma marca 100% produzida em Portugal e que integra no seu fabrico um bolso com tecido capulana, moçambicano, e em que cada modelo de ‘t-shirt’ tem um nome com um significado especial, escrito em changana, um dialecto moçambicano.
É Francisca que conta: «Ao longo do tempo em que estive em Moçambique, percebi que podemos fazer a diferença com pequenos gestos. Comprar a fruta a um vendedor ambulante, oferecer um rebuçado a uma criança, aproximarmo-nos das pessoas e às vezes apenas esboçar um sorriso são apenas gestos. Talvez porque não quero desligar-me daquele país que tanto me marcou ... O que poderia, eu, devolver àquele país pelo tanto que me deu em tão pouco tempo? Enchi as malas de capulanas como se fossem elas o símbolo e a continuidade dos laços criados. As ideias começaram a surgir. Por que não utilizar as capulanas em peças de roupa, vendê-las e doar uma quantia para uma instituição em Moçambique? E assim foi. Durante a minha estadia em Moçambique tinha conhecido a Casa do Gaiato. É com eles que vamos colaborar.»
A Francisca desafiou então o namorado, Luís, a juntar-se a ela e a desenvolver, em paralelo com as actividades profissionais de cada um esta ‘t-shirt’ solidária que quer fazer a diferença.
«Os meus contactos com Moçambique foram praticamente todos através da Francisca, que me cativou e alertou para as oportunidades e necessidades que o país tem», partilha Luís, acrescentando: «Achei interessante o desafio de criarmos o nosso próprio negócio, de raiz, e ao mesmo tempo poder aplicar os conhecimentos que adquiri enquanto estudante de gestão e finanças numa situação de negócio real.»
A Francisca é do Porto e vive actualmente em Lisboa. Estudou arquitectura na Universidade de Évora e está a terminar a tese de mestrado. Durante os últimos seis anos viveu em cinco cidades: Évora (Portugal), Granada (Espanha), Bialystok (Polónia), Maputo (Moçambique) e Lisboa (Portugal). Sempre com idas e vindas ao Porto e a Viana do Castelo, onde volta para os encontros de família.
04.07.19

pub3