Falam os filhos dos colaboradores Notícia

Chama-se The World by Them, nasceu há dois anos em Portugal (estando já também em Inglaterra) e, não sendo apenas uma empresa de vídeos, tem como objectivo registar nesse formato a maneira como as crianças vêem o mundo.
Algo que à partida pode parecer um ‘cliché’ – vídeos com crianças a dizerem o que pensam –, é afinal muito mais do que isso. A The World By Them, criada por duas irmãs, vai muito além da gravação de respostas de perguntas pré-definidas. Perceber qual é o objectivo do vídeo, conhecer um pouco do mundo das crianças em causa, fazer com que se sintam à vontade o suficiente para partilharem o que pensam, sem nunca se desviarem do objectivo principal, é isto que fazem. Trata-se de um projecto de A a Z, com aconselhamento e acompanhamento personalizado.
Segundo Cláudia Baptista, uma das fundadoras da empresa, «todas as crianças têm opiniões sobre o que as rodeia ou sobre o que se passa à sua volta, e quando paramos para lhes perguntar algumas coisas, ficamos surpreendidos com as respostas, e isso vale a pena registar. Além disso, as crianças crescem tão rápido que às vezes torna-se difícil acompanhá-las, e assim é possível guardar para sempre uma parte da infância dos filhos.»
Foi algo que começou para o público em geral, há quase dois anos, e rapidamente se transformou, pois «afinal há outras coisas que merecem ficar registadas», diz Joana Baptista, a outra fundadora. A história da família com a visão dos avós, dos pais, dos filhos e dos netos, os testemunhos dos amigos num evento importante, os valores de uma empresa explicados pelos filhos dos colaboradores, o vídeo da turma para registar o fim de um ciclo e até a história de uma marca contada pelas crianças, são alguns dos formatos pedidos.
O vídeo tem a habilidade única de conservar a essência, os gestos, as vozes e as histórias de quem neles participa, «podendo ser revivido vezes sem conta», como assinala Cláudia Baptista, explicando ainda: «Todos os nossos serviços surgiram com pedidos dos clientes que adoravam a forma natural como conseguimos deixar os miúdos à vontade (mesmo os mais tímidos). Daí a termos empresas que pretendem surpreender as suas pessoas dessa forma foi um salto.»
No seu Portfolio corporativo, a empresa conta já com clientes como a Schneider Eletric, a Worten e outras multinacionais, e pretende chegar a muitas mais. Uma das fundadoras partilha: «Esta é a forma ideal para surpreender numa festa de Natal ou para marcar de forma especial um evento de empresa. Registar o que pensam os filhos dos colaboradores sobre o trabalho dos pais, os valores da empresa e/ ou qualquer outro tema que queiram explorar.»
16.11.18





<< Retroceder

pub3