Duas jovens portuguesas no Parlamento Europeu Notícia

Amanhã, dia 29, a partir das 9H00, duas jovens portuguesas – Anita Leonardo e Ângela Mendes – estarão no Parlamento Europeu (Luxemburgo) a defender uma moção sobre a necessidade de jovens imigrantes acederem a bolsas de estudo nos países em que residem.
Anita Leonardo e a Ângela Mendes são participantes do projecto «ORIENTA.TE E6G», que pretende contribuir para o aumento da capacidade de decisão e acção dos jovens dos 14 aos 30 anos residentes em São Domingos de Rana (perto de Lisboa), com vista à sua inclusão social e profissional sustentável. A moção que será apresentada no debate é resultado do trabalho desenvolvido por jovens do projecto, na procura de soluções e estratégias de mudança para a melhoria da vida da comunidade.
Sobre a preparação desta moção, Anita Leonardo referiu: «Às vezes não nos conseguimos pôr no lugar do outro, e fomos constantemente obrigados a estar no lugar do outro, e a pensar e responder como o outro, e isso é muito difícil. Temos que saber dar a volta à situação e ver como isso ajuda a criar novas ideias e a construir novas moções.»
Por sua vez, Ângela Mendes reforçou: «Diariamente vejo-me rodeada de jovens com imensa capacidade de atingir o inatingível, mas infelizmente não têm as mesmas oportunidades que eu tive.»
Num momento em que a Europa e o mundo enfrentam enormes desafios com o ressurgir de movimentos extremistas e de exclusão de minorias, jovens de 18 países europeus irão partilhar as suas ideias sobre uma Europa solidária para todos, contrariando a ideia de apatia política que lhes é por vezes atribuída. Nesta iniciativa dinamizada pela IDEA (International Debate Education Association), este grupo de jovens vem reforçar que o pensamento crítico e a procura de soluções de forma participativa é o caminho para um mundo com mais opções de escolha.
De assinalar que o «ORIENTA.TE E6G», criado em 2008 com o nome «ORIENTA.TE», foi aprovação como projecto da sexta geração do «Programa Escolhas», sendo desenvolvido pela TESE em consórcio com a Câmara Municipal de Cascais, a Junta de Freguesia de São Domingos de Rana, o Agrupamento de Escolas Matilde Rosa Araújo, o Agrupamento de Escolas Frei Gonçalo de Azevedo, a Comissão de Proteção de Crianças e Jovens de Cascais, a Estudantina Recreativa São Domingos de Rana, a Rota Jovem, a Kutuca – Associação Juvenil do Bairro das Faceiras e a Ideias Oblíquas – Associação. Com uma abordagem integrada e inovadora, tem apoio personalizado através de atitude ‘coach’, reforço de competências para a promoção da empregabilidade com a participação dos parceiros, reforço das redes sociais e profissionais através de mentorias, envolvendo também pessoas de referência da comunidade, promoção da proximidade ao mercado de trabalho com ações abertas a outros participantes da área metropolitana de Lisboa (‘job tour’), reforço do funcionamento dos sistemas familiares (abordagem sistémica) e reforço da vinculação positiva dos participantes à comunidade, com acções de voluntariado, dinâmicas de solidariedade intracomunitárias e intersectoriais. O projecto contou até à data com 894 participantes, dos quais 346 foram acompanhados individualmente para a construção dos seus projectos de vida.
De referir ainda que a TESE – Associação para o Desenvolvimento é uma organização não-governamental para o desenvolvimento (ONGD), portuguesa, criada em 2002. Tem por missão promover a inovação e o desenvolvimento social, pela qualidade de vida e a igualdade de oportunidades em Portugal e em países em desenvolvimento, nomeadamente Guiné-Bissau, São Tomé e Príncipe e Moçambique. Cria parcerias com os sectores público e privado e com organizações da sociedade civil e actua através de metodologias, projectos, consultoria e investigação. ‘Site’ aqui.
28.11.16





<< Retroceder

pub3