O medo do desemprego Notícia

Os brasileiros terminaram o ano de 2015 preocupados com o desemprego. O «Índice do Medo do Desemprego» aumentou 36,8% em Dezembro do ano passado na comparação com o mesmo mês de 2014, de acordo com um estudo divulgado pela CNI – Confederação Nacional da Indústria.
O estudo foi levado a cabo entre quatro e sete de Dezembro de 2015, tendo participado 2.002 pessoas em 143 municípios. O índice atingiu 102,3 pontos, muito acima da média histórica, que é de 88,4. De assinalar que no último trimestre de 2015 o medo do desemprego cresceu mais nos municípios com menos de 20 mil habitantes (passou de 98,1 pontos em Setembro para 106,8 em Dezembro). Já em municípios com mais de 100 mil habitantes, desceu de 105,5 para 101,3.
Renato da Fonseca, gerente-executivo da Unidade de Pesquisa e Competitividade da CNI, assinalou que «como o desemprego atingiu inicialmente as áreas metropolitanas, só mais recentemente a população do interior passou a perceber de perto o impacto da crise no emprego».
Outro dado relevante é que o «Índice do Medo do Desemprego» é maior entre as pessoas com ensino superior e as que têm um rendimento familiar maior o que 10 salários mínimos.
11.01.16















<< Retroceder

pub3